RELATO DA PACIENTE I.C.P.W., MULHER, IDADE DE 54 ANOS:


 

Por mais de quatro anos sofri com muitas dores nas pernas e sem compreender que por mais que eu me esforçasse, seja através de atividades físicas, medicamentos, massagens ou alongamentos um sensação noturna de querer movimentar minhas pernas persistia.

 

Esse incômodo sempre ocorria mesmo que estivesse confortavelmente sentada ou deitada. 

 

Com o passar dos anos ( Ledo engano! Sempre imaginamos estar correlacionado com a idade cronológica!) a sensação de desconforto só piorava. E com isso, até mesmo um sono tranquilo (que tinha antes) ficou comprometido.

 

O primeiro pensamento que temos é achar que a dor está correlacionada com as varizes ou com a locomoção.

 

Fui a um hospital renomado, procurei um angiologista e fiz todos os exames e testes necessários para encontrar a razão da minha dor. Tomei pontualmente os medicamentos receitados para sanar meu sofrimento e usei meia de compressão. Porém, as dores persistiram, e frustrada, resolvi conviver com elas.

 

Em outro momento, busquei um ortopedista e após exames, foi constatado que nada havia de errado comigo. Continua eu, frustrada e dolorida.

 

Daí passei a dormir mal, acordava muitas vezes gemendo de dor.

 

Agora eu tinha dois problemas: um incômodo nas pernas (que não se identificava a causa) e um sono ruim.

 

Foi nessas idas e vindas aos médicos, que resolvi procurar um neurologista e pelo menos, buscar ter de volta um sono reparador!

 

Nessa ocasião encontrei o Dr. Guilherme Marques através de um site de busca e gostei da boa avaliação de outros pacientes que se tratavam com ele há algum tempo.

 

Marquei uma primeira consulta, ouvi e fui ouvida sobre como ele poderia me ajudar a ter uma qualidade de vida melhor!

 

Durante nossas conversas, relatei que além de um sono de baixa qualidade, sentia muitas dores nas pernas no período noturno. Por mais que buscasse ficar confortável, eu ficava sem lugar para me acomodar. Todos os dias, sem falha!

Foi nesse momento que Dr. Guilherme me explicou que a tal vontade (quase que incontrolável) de movimentar minhas pernas e os sintomas que apresentava, tratava-se de um distúrbio denominado de "pernas inquietas".

Minha primeira reação foi saber se tinha algum medicamento que pudesse controlar tal sensação e que tivesse um efeito rápido. Eu queria alívio, equilíbrio e paz.

Ele me apresentou as possibilidades e me identifiquei com uma marca de comprimido. Ai sim, com o diagnóstico assertivo, experimentei um relaxamento inicial e não tenho mais a necessidade de movimentar minhas pernas durante à noite.

Continuo firme no tratamento com um sono mais equilibrado e reparador!

Só gratidão ao Dr. Guilherme Marques por seus anos de estudo, esclarecimentos, habilidade e empatia em me trazer alívio e conforto! Sigo confiante, acolhida e revigorada!